A SOMBRA DO DESEMPREGO PARA QUEM ESTÁ EMPREGADO

Valter Carvalho

Não se pode comparar o drama enfrentado pelos quase 14 milhões de brasileiros desempregados com outro drama, enfrentado pelos que estão empregados, mas cabe aqui uma reflexão.

A crise no mercado de trabalho é tão imensa que, mesmo os profissionais que estão empregados sentem os reflexos de sua sombra no dia a dia.

Não é raro que alguns “chefes” (não líderes) utilizem o desemprego como forma de pressão sobre seus comandados, com frases como “sabe que lá fora a coisa está feia”, “melhor ganhar pouco do que nada”, “tem muita mão de obra disponível”, “se não quer fazer esse trabalho, lá fora tem quem queira”, etc…

Evidente que, todas as pessoas que estão empregadas sabem que o fantasma do desemprego é uma realidade que ronda as empresas e escritórios do país, já que profissionais bem qualificados estão em busca de recolocação e, em muitos casos, aceitando redução de salário para voltar à ativa.

Os “chefes”, porém, que utilizam esse fantasma para torturar emocionalmente suas equipes, deveriam pensar que as ameaças, ainda que veladas, ao invés de gerarem maior compromisso do colaborador, para com as atividades a realizar, geram, isso sim, medo, desmotivação, desconfiança e descompromisso para com a empresa e na primeira oportunidade, num reaquecimento de mercado, esses colaboradores buscarão outro emprego, ou melhor, outro “chefe”.

O mercado de trabalho, acompanhando a economia, tem ciclos de alta e de baixa e essa baixa atual, algum dia, e espera-se que seja em breve, voltará a assumir tendência de elevação, com criação de postos de trabalho e melhores ofertas salariais.

Quando isso acontecer, como já aconteceu no passado, a mão de obra voltará a ser valorizada e os profissionais mais bem preparados serão justamente os primeiros que buscarão colocações que lhes satisfaçam, tanto financeiramente, como emocionalmente.

Se você é “chefe”, pense bem nisso, pois perder profissionais, na chegada do reaquecimento, lhe gerará dissabores para a reformatação de suas equipes, exatamente no momento em que a empresa terá oportunidades de recuperação e, além disso, saiba que a vida é cíclica e mesmo você que hoje está se utilizando desses artifícios para acuar seus funcionários, poderá ver a sombra do desemprego se tornar real em sua carreira.

Valter Carvalho é um dos Associados do GRUPO BEST IN CLASS®, que tem como propósito ajudar as empresas na construção de uma Cultura Corporativa que se adapte com Agilidade e Habilidade a Mudanças e promova a Alta Performance como uma consequência Natural e Sustentável das atitudes de todos os seus Líderes.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *