contato@bestinclassgroup.com
+55 11 4118-2202

Artigo

OS PERIGOS DO CURTO PRAZO

Posted by: Wladimir R. Palermo
Category: Artigos

Automotive Business realizou no final de 2018 a pesquisa Liderança no Setor Automotivo com 603 profissionais do setor automotivo (montadoras e fabricantes de autopeças), 65% deles desempenhando funções de alta gestão e 35% em funções de média gestão.

Os resultados são preocupantes:

  • 37% dos entrevistados apontam a sobrecarga de trabalho, a pressão contínua por redução de custos e o afastamento da família, como os aspectos mais incômodos.
  • 40% dos entrevistados informam que o desafio é Aumentar a Rentabilidade.
  • 33% informam que o desafio é Aumentar Vendas.
  • 29% indicam que o desafio é Aumentar a Competividade.
  • 29% indicam que o desafio é Reduzir Custos.
  • 17% apenas indicam que o desafio é atualizar a Cultura interna da organização.
  • 88% dos entrevistados apontaram Inovação como uma questão de sobrevivência para qualquer empresa, mas o tema aparece no sétimo lugar entre os desafios com apenas 24% dos entrevistados.
  • 6% apenas souberam definir o Propósito da empresa em que atuam, percentual crítico considerando que as empresas mais valorizadas do mundo, como Apple, Google, Amazon, têm propósito claro e amplamente conhecido em toda a organização.

Prevalece a Visão de Curto Prazo – o Imediatismo – que estimula a Competição interna ao invés da Cooperação, o Individualismo ao invés do senso de Equipe, prevalecendo o “salve-se quem puder”.

O perigo dessa visão de curto prazo:

  • Desenvolvimento de uma Cultura organizacional infeccionada, na qual as pessoas são estimuladas a mostrar o seu pior.
  • Desalinhamento progressivo da Liderança ao longo da estrutura organizacional.
  • Falta de direcionamento para o Foco do Cliente, privilegiando o foco no umbigo.
  • Aumento do nível de Stress.
  • Aumento do nível de Ansiedade.
  • Aumento da ocorrência de doenças Emocionais.
  • Queda do desempenho individual e coletivo, com a consequente redução da produtividade da empresa.

No sentido contrário algumas empresas já perceberam que “a ALMA é o segredo do negócio”, investindona “Transformação da Cultura Organizacional”, entendendo que Cultura Organizacional significa “Comportamento Coletivo”e que esse Comportamento coletivo precisa, necessariamente, estar “Alinhado com a Estratégia da Empresa”e que essa estratégia precisa estar “Alinhada com as Expectativas do seu Mercado de atuação”.

Author: Wladimir R. Palermo

Leave a Reply